top of page
  • Foto do escritorAna Maria

Primavera

Estou sensível

Perdi os sentidos, perdi-me de mim



Contida em meu continente de esperança

Ao olhar pela janela vendo dançar a natureza elegante

Até mesmo as árvores estrondosas, formosas, desfolhadas, com seus grandes galho secos

Balançando ao vento em harmonia quase pranteada como chuva

A melodia, ao meu som, Yann Tiersen, dentro do eco, na natureza, o sopro invisível do vento.



Ah!, que fascínio é esse que me dá?! O giro, o ciclo, o sopro, acalento de minha alma a contar que tudo em vida, passa e repassa: e eu transpasso, reformulo, dissolvo, me Resolvo, me resoluto e luto, ah!, como luto!!!!


O inverno é a conexão com o sutil da alma.

Chega a primavera

O corpo aquecido, comprimido, retorcido, recebe dos raios de sol

A força ativa pulsante de meu interior.



Ana Maria, primaveril.


***

Quando sentimos a polifonia do universo e a composição infinita da verticalidade que nos conduz, já não faz mais sentido falarmos em "autoria" ou qualquer coisa que encarcere a expressão nas fronteiras do exclusivismo.

Ana recebe a inspiração, Flavia e Fatima desenvolvem o tema livremente. Crescemos juntas e te convidamos para integrar esse trio que sonha em ser orquestra.

Se sentir o chamado, deixe sua viagem nos comentários. Aqui, ele não se perde na linha do tempo. Outros podem ler e aumentar essa corrente. "O Poeta não é somente aquele que escreve, mas sobretudo aquele que interpreta."


18 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1件のコメント


Fátima Rosa
Fátima Rosa
2023年9月25日

Uma empolgante e deliciosa viagem pelo trem da poesia, onde os vagões se acrescentam ao sabor e dispor dos poetas. Fascinante.

Obrigada por permitir ser passageira.

Fatima Rosa, no vagão de carga! rs

いいね!
bottom of page