top of page
  • Foto do escritorAna Maria

Constelação de Marias



Ser uma mulher de palavra e me perceber alcançado meu voo tem me trazido quietude e paz.


Disse a Maria que gostaria de passar na casa dela para fazer uma visita e reconhecer o seu quintal. 



Aprendi que os idosos gostam de carinho, quanta simplicidade e profundidade numa afirmação. 



Maria Elvira estava a colher sua erva doce e a separar os caroços de abacate para fazer a farinha. 

Na mesa, rosa branca, semente de abóbora sob o céu ensolarado. 



A chegada do outono afinando a alma. 


Ouvi que elas já fizeram muitos projetos bons: nas escolas, com a paróquia e em muitas ações. 



Me abri para elas. 


Me senti eu, podendo sentar à mesa da cozinha e dizer dos meus passos para as experientes mulheres. Apenas sendo eu. 



As crianças desbravando o quintal sob os olhares atentos das sábias mulheres. É tão bom receber a calma no olhar. Olhares vivos, cheios de histórias e esperança. 



Um quintal agroecológico multiverso a nível íngreme com muita planta pra contar. 

Eu ali, entusiasmada com a visita, vendo quanto amor em cada curva. E nós três buscando na memória os nomes esquecidos das plantas. 



Santo remédio estar em trio. 


Aprendi sobre o preparo da Chaya, levei guaco para o xarope e duas irmãs em meu coração. 

Sou grata a cada imagem que guardo em minha memória. 



Que Deus lhes dê saúde para mais ensinar, trocar e celebrar. 



Frutos da terra, sementes plantadas, amor genuíno as plantas. 

Observo a construção desse universo em mim. 

Me parabenizo por já conhecer mais do que antes. 

Por perceber que a vista é de esperança. 



Que possamos nos encontrar mais, na leveza, na saúde e na cura. 

Por todas nossas relações que se alinham e expandem! 


Que assim seja!


63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page